Low poo e No Poo sem neuras: parte 1

||
Se você gosta de cuidar dos cabelos e está sempre acompanhando as resenhas de novos produtos provavelmente já leu frases como "Essa máscara é liberada para low poo", "Esse creme de pentear não é liberado para no poo"  ou algo do tipo. Mas afinal, o que é isso?
As Técnicas "Low poo" e "No poo" foram criadas pela cabeleireira Lorraine Massey pensando no tratamento dos cabelos cacheados e crespos, que naturalmente possuem menos oleosidade. Vamos a um breve resumo de cada técnica:

Lorraine Massey, criadora das Técnicas Low/No poo

Low poo: O "poo" é referente à palavra Shampoo e ao pé da letra significaria "menos shampoo", mas como assim? Os adeptos desta técnica utilizam shampoos que não contenham em sua fórmula os sulfatos, que são substâncias altamente limpantes mas que acabam também removendo a oleosidade natural do couro cabeludo. No lugar dos sulfatos esses shampoos contém um agente higienizante mais "suave", como o coco-amidopropil betaine (anfótero betaínico).

No poo:  Já na técnica no poo não é permitido o uso de nenhum shampoo. Para higienização do couro cabeludo é utilizado um condicionador ("co-wash") com a adição de alguma substância limpante, que pode ser o anfótero betaínico ou agentes como menta, hortelã e canela.


Existem alguns cuidados que os seguidores dessas rotinas devem ter ao escolher seus produtos. Eles devem evitar algumas substâncias presentes em vários cosméticos capilares que só são removidos dos fios com a utilização de shampoos com sulfato, são os derivados do petróleo, que aparecem nas fórmulas com os nomes: petrolato, parafina líquida e óleo mineral, além dos silicones insolúveis. Os silicones estão liberados para rotina "low poo", pois são removidos pelos shampoos sem sulfato.

Se interessou em utilizar essa rotina capilar? Então vamos aos primeiros passos:

A primeira coisa que se deve fazer é lavar o cabelo pela última vez com um shampoo com sulfato para remover todos os resíduos de parafina líquina, óleo mineral e silicones. Minha sugestão é iniciar pelo "Low poo" e só depois de observar as necessidades do cabelo optar ou não pelo "No poo". Tenho algumas reservas em relação ao "co-wash" mas vamos conversar sobre isso no próximo post. Então agora com os fios livres dessas substâncias, você deve escolher o seu shampoo sem sulfato. Aqui estão algumas sugestões:



Bom, já deu para perceber que tem opções para todos os bolsos. Todos esses produtos são indicados para a técnica, porém é importante também observar o ph do shampoo, pois isso vai fazer diferença na sensação de hidratação dos fios. Shampoos com ph 7 (como os de bebê) ou mais alto tendem a abrir mais as cutículas, dando a impressão de ressecamento, totalmente o oposto do desejado no Low poo. No próximo post falaremos só sobre No poo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© BL Design - 2016. Todos os direitos reservados || Tudo aqui é feito com amor.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥ .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo