Filme " Corra" (Get out)

||

No "Ruiva Indica" dessa semana eu não poderia deixar de indicar "Corra" (Get Out), o melhor filme de 2017 na minha opinião até então. Sou fã do gênero suspense, mas ultimamente estava difícil ver um que me surpreendesse. Esse longa além de cumprir o papel do gênero, ainda consegue falar sobre racismo de forma extremamente inteligente e nada óbvia. O roteiro e a direção são de Jordan Peele, que até então só havia tido experiências em comédias. Falando um pouquinho da história, segue a sinopse: "A história acompanha um final de semana na vida de Chris (Daniel Kaluuya), um jovem afro-americano que visita a propriedade da família de sua namorada Rose (Allison Williams). A princípio, Chris vê o comportamento exageradamente hospitaleiro da família como uma tentativa desajeitada de lidar com a relação inter-racial da filha, mas, no decorrer do final de semana, uma série de descobertas perturbadoras o levam a uma verdade que ele nunca poderia imaginar".


É difícil falar do filme sem dar alguns spoilers, apesar do próprio trailer fazer isso, mas tentarei. Como a própria sinopse já revela, ao chegar a casa da namorada o protagonista começa a observar comportamentos muito estranhos da família da moça. Os dois empregados da casa, Georgina e Walter, ambos negros, agem de forma praticamente robótica, o que começa a despertar suspeitas. Em um certo momento ocorre uma festa na casa, onde todos os convidados (brancos e ricos) abordam Chris de forma totalmente "nonsense". Sabe aquele suposto elogio que não é um elogio, mas sim um racismo disfarçado? Coisas do tipo "negros estão na moda" ou uma mulher perguntar para a Rose, na frente de Chris, se é verdade que negros tem um melhor desempenho sexual. Preste bastante atenção em tudo o que acontece nessa sequência, pois é a partir daí que começamos a entender a roubada na qual o personagem principal está se metendo. O filme é extremamente tenso, a todo momento eu me colocava no lugar do personagem e queria correr dali desesperadamente. Para quebrar um pouco essa tensão existe um personagem que serve como alívio cômico, Rod Willians (Lil Rel Howery), o amigo com qual Chris troca confidências sobre o que está acontecendo na casa. Rod consegue nos tirar algumas risadas, mas confesso que eram somente alguns segundos e a angústia continuava. Como é bom assistir a um filme assim! Ainda mais quando por trás da história existe toda uma simbologia e crítica social da qual poderíamos falar aqui por horas. Imperdível! Veja o trailer:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

© BL Design - 2016. Todos os direitos reservados || Tudo aqui é feito com amor.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥ .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo