Shampoos para cabelos oleosos ou mistos

||
Há pouco tempo atrás fiz um post com dicas de produtos que ajudam a reduzir o volume dos cabelos, mas fiquei pensando em quem tem o problema oposto: pouco volume e oleosidade. Obviamente produtos com grande concentração de óleos, como os que eu indiquei no post, não funcionam em cabelos oleosos e mistos. A solução é buscar nas fórmulas substâncias hidratantes, como glicerina, pantenol e extratos botânicos. Para não criar um post gigantesco, vou dividir uma categoria de produtos para cada post. Assim teremos então um post para shampoos, um para máscaras, um para condicionadores e um para finalizadores. Hoje vamos começar pela seleção de shampoos.


Vita Derm Proteção da Cor



Esse é um dos meus shampoos preferidos, tanto que tem uma resenha completa dele aqui no blog, além de ter sido mencionado em vários outros posts. Ele é ideal para quem tem cabelos mistos, pois limpa muito bem o couro cabeludo sem agredir os fios. A fórmula é rica em aminoácidos, nanopartículas do grão de arroz e hidrolisado de grãos de quinoa. Contém filtro solar quaternizado, evitando os riscos da exposição aos raios solares, como o desbotamento da cor. O pH varia de 5.0 a 6.5, levemente ácido, o que proporciona uma limpeza suave, sem agressão às cutículas do cabelo. É indicado para cabelos tingidos, mas funciona bem para cabelos com qualquer tipo de química e que precisem de um cuidado mais intensivo.


Vita Derm Pós Química


Esse era o meu queridinho na época que eu era loira. Tem características muito semelhantes ao anterior, possui a mesma faixa de pH e também contém filtro solar. A fórmula contém como principais ingredientes um mix de aminoácidos com ação reconstrutora, ideal para cabelos quimicamente tratados. O preço tanto dele quanto do da linha Proteção da Cor varia de R$35,00 a R$40,00 e a embalagem possui 400 ml. Não é dos mais baratinhos, mas a qualidade é inigualável (e isso infelizmente não é um "publi"), se seu cabelo é quimicamente tratado vale o investimento.


Ox Proteins - Reconstrução Profunda


Para quem achou as opções da Vita Derm um pouco caras, temos essa opção mais acessível e com uma qualidade bem razoável. Testei esse produto por acaso, comprei para minha mãe e acabei usando por curiosidade. Acabei me surpreendendo com o resultado, ele é bem diferente dos shampoos de mercado mais comuns, que geralmente ressecam meu cabelo. Ele limpou bem, mas não ressecou em nada. A fórmula é simples, mas tem como principal ingrediente a cisteína, aminoácido com ação reconstrutora. O pH dele é em torno de 5.0, o que permite uma limpeza suave. O preço varia de R$ 9,00 a R$ 11,00 e pode ser encontrado facilmente em vários supermercados e farmácias.


Rapunzel Lola Cosmetics

Único shampoo da lista liberado para "Low Poo", porém o menos hidratante. Mesmo para quem possui um cabelo mais oleoso não indico o uso dele todos os dias ou com muita frequência. Ele é indicado para crescimento capilar e, como a maioria dos produtos com essa proposta, acaba ressecando os fios se usado frequentemente. Apesar disso ele é uma excelente opção para cabelos oleosos, desde que intercalado com um mais hidratante como os outros da lista. A fórmula contém muitos extratos botânicos (muitos mesmo, não dá para citar todos em um post) que estimulam a circulação do couro cabeludo, além de aminoácidos. Os extratos naturais também possuem propriedade anti-caspa, esse é um dos motivos pelos quais eu tenho ele guardadinho no meu banheiro. Também é uma excelente opção para aquele dia que o cabelo precisa de uma limpeza mais forte, depois de usar fixador de penteado ou shampoo a seco por exemplo. O preço varia de R$ 19,90 a R$ 28,99.

Bom, essas são as minhas indicações de shampoos para cabelos oleosos e mistos, nos próximos posts falaremos sobre máscaras, condicionadores e finalizadores.


É ondulada e quer trocar dicas sobre o seu cabelo incompreendido? Conheça nosso grupo no Facebook: Onduladas 2 A




Resenha: Leave-in Vita Derm Proteção da Cor

||

A resenha de hoje é para quem precisa de um produto para finalizar os cabelos, mas não gosta de usar cremes de pentear com medo que pese nos fios. O leave-in Vita Derm Proteção da Cor foi desenvolvido pensando nos cabelos tingidos, mas caso você não tenha tintura mas tenha o cabelo danificado ou tratado quimicamente o produto é uma excelente opção. A marca promete um "efeito de salão" com os seguintes benefícios:

- Manutenção da cor por mais tempo
- Efeito antioxidante contra danos dos raios UV
- Brilho 3 D e proteção da fibra (proteção térmica)
- Filtro solar quaternizado
- pH 3 (variação de 3,0 a 4,0)

Com essa propaganda e pela qualidade que eu sei que os produtos da marca possuem, achei que valeria pelo menos o teste e não me arrependi. A textura dele é bem fluida, como é possível observar na foto abaixo:


Uma dica de aplicação é borrifar o produto nas mãos, espalhar e aplicar no comprimento e pontas. Para cabelos bem finos uma borrifada já é suficiente. Como meu cabelo não é fino e precisa de um pouco mais de produto, eu divido o cabelo em duas partes e aplico uma borrifada em cada lado. A quantidade para cada parte é mais ou menos a da foto. A fórmula é rica em aminoácidos, mas também possui componentes hidrantes como a glicerina, assim como os outros produtos da linha (resenha do shampoo da linha aqui). Para quem segue o Método Curly Girl ele é liberado para Low Poo. Segue a fórmula:

FÓRMULA: Aqua, Cyclopentasiloxane, Phenyl trimethicone, Cetearyl Alcohol, Behentrimonium Methosulfate, Dimethiconol, Dimethicone, Centrimonium Chloride, Sodium PCA, Sodium Lactate, Arginine, Aspartic Acid, PCA, Glycine, Alanine, Serine, Valine, Proline, Threonine, Isoleucine, Histidine, Phenylalanine, Oryza Sativa Seed Protein, Phytic Acid, Oryza Sativa Extract, Glycerin, Sodium Benzoate, Gluconolactone, Hydrolyzed Quinoa, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone, Disodium EDTA, BHT, Cinnamidopropyltrimonium chloride, Citric Acid, Parfum, Alpha-isomethyl Ionone, Citronellol, Limonene, Linalool.

O efeito que ele nos dá é de uma hidratação sem deixar pesado, porém é importante não exagerar na quantidade, já que a fórmula é bem rica em agentes reconstrutores. Para as loiras e para as adeptas das escovas progressivas ele também vale muito a pena. Caso o seu cabelo seja virgem eu sugiro experimentar algum outro leave-in da mesma marca, eles possuem linhas para cabelos lisos e cacheados também, todos têm a mesma textura e pH, o que muda são os agentes de tratamento. O preço médio do produto é R$ 35,60 e a embalagem contém 140 ml, não é dos mais baratos mas além da qualidade ser muito alta, num cabelo fino dura bastante. Outro ponto positivo é que a marca não faz testes em animais.


Mude o seu corpo com o Pilates

||

Não se assuste com o tema do post de hoje, esse não é um blog fitness, muito menos a autora! Porém, acredito na importância da atividade física na nossa vida, não somente pelo fator estético, mas também pela saúde. A grande questão é encontrarmos uma atividade que seja prazerosa e não aquela obrigação diária para se manter "gostosa" e "sarada". Como muitas mulheres já tentei me forçar a fazer musculação, mesmo odiando cada minuto na academia. O resultado é que eu ia dois dias e faltava duas semanas. Em função de um problema de coluna, acabei conhecendo o Pilates e me surpreendi com os benefícios que ele me traz a cada dia. Para resumir: minhas dores de coluna diminuíram bastante e consegui a definição muscular que eu desejava quando fazia a musculação. Vamos falar um pouquinho sobre esse método maravilhoso para você que ainda não o conhece:


O que é o Pilates

Joseph Hubertus Pilates, criador do método Pilates

O método foi criado pelo alemão Joseph Hubertus Pilates, inicialmente com o nome de "Contrologia", um sistema de exercícios físicos baseados no controle da mente sobre os músculos. Consiste em 6 princípios básicos: concentração, respiração, centralização, precisão, controle e fluidez. Os exercícios são focados na musculatura do centro do corpo, ajudando a manter o equilíbrio e estabilizando a coluna vertebral.


Na prática o que observamos é um fortalecimento muscular, com uma hipertrofia não exagerada, além de: redução de dores na coluna (no meu caso por exemplo), melhora da postura, aumento da flexibilidade, melhora da coordenação motora e maior consciência corporal.


Como são os exercícios


Aparelhos usados no Pilates

Esses são os aparelhos usados nas aulas de Pilates: Reformer, Chair, Barrel e Cadillac (que eu carinhosamente chamo de "mesa de tortura"). Diferentemente dos aparelhos da academia, é possível realizar uma infinidade de exercícios em cada um deles, trabalhando vários grupos musculares. Também utilizamos os mesmo aparelhos para o alongamento, que é importantíssimo tanto antes, quanto depois dos exercícios.


Exemplos de exercícios

No Cadillac, Reformer e Chair existem molas que fazem o papel dos pesos dos aparelhos de musculação. Já no Barrel, os exercícios utilizam a carga do próprio corpo, são usados para alguns tipos de abdominal por exemplo. Também podem ser usados acessórios para potencializar os exercícios, como pesos e bolas.


Abdominais na bola

Uma imagem que vem à cabeça quando se fala em Pilates é a de exercícios na bola, como nas fotos acima. Elas são bastante utilizadas para abdominais, além de outros exercícios para a musculatura da coxa e alongamentos. Pelas fotos já dá pra perceber que não é molezinha não, né? Porém os movimentos são pensados para cada aluno individualmente, respeitando as necessidades e limitações de cada um.


Quem pode praticar


A maior vantagem do Pilates em relação à outras atividades pra mim é essa: pode ser praticado praticamente por qualquer um, desde o idoso ao atleta de alta performance. É claro que, como toda atividade física, é necessária uma avaliação médica prévia, porém as restrições são mínimas. O método é inclusive indicado por médicos para pacientes com problemas de coluna ou mesmo como reabilitação. As aulas são dadas por fisioterapeutas ou educadores físicos, e são feitas com no máximo 3 alunos por turma. Isso permite que os exercícios sejam individualizados e observados com muito mais cuidado pelo instrutor. Para quem não possui nenhuma limitação, a atividade também pode ser muito vantajosa, pois aumenta a força muscular sem o impacto nas articulações, como na musculação por exemplo. 

Pilates emagrece?


Eu sei que nesse momento você deve estar se perguntando se Pilates emagrece e/ou define o corpo como a musculação, acertei? Para emagrecer a melhor opção sempre é alguma atividade aeróbica (corrida, natação, dança etc), mas aliado a uma dieta equilibrada o método pode sim ajudar nesse processo. A hipertrofia também não é exagerada como na musculação, se você for magra vai perceber mais rápido as mudanças, mas os resultados estéticos são sim muito satisfatórios. Claro que se você quiser ficar mais "sarada" no estilo Gracyanne Barbosa, nada impede que você intercale com a sua musculação. Porém pra quem não tem paciência para academia, mas quer um corpo bonito e saudável o Pilates é a opção ideal. Espero que esse post possa estimular quem está em busca de uma atividade física agradável e ainda não encontrou.







O que fazer no day after de cabelos 2 a

||

"Day after" é um termo usado pelas cacheadas para denominar o dia seguinte ao da lavagem dos cabelos. Após uma noite inteira sendo amassados no travesseiro, os cachinhos podem perder a forma e necessitar serem revitalizados no dia seguinte. É só jogar o termo no YouTube e você vai encontrar uma série de técnicas para fazer isso. Porém, a blogueira que vos fala não possui cachos, mas sim umas ondinhas bem safadas, de difícil definição e bastante volume. Como lidar com o "day after"de cabelos assim então? Certamente as técnicas para cachos não irão funcionar, por isso precisamos adaptá-las para a nossa realidade capilar.


Não espere encontrar nesse post algum método inédito e super complexo para revitalizar as ondas, cada vez mais me convenço de que para o nosso tipo de cabelo (2 A) o "menos" é "mais". Inicialmente o mais importante é ter em mente o que não fazer, saber os tipos de revitalização que dificilmente irão funcionar pra gente, então vamos começar:



O que não fazer


Já fiz um post com os conselhos que uma ondulada 2 A não deve seguir e a revitalização se encaixaria bem nessa categoria também. Tenho visto muitas 2 A perdidas nos grupos de onduladas e cacheadas tentando seguir desesperadamente as técnicas que elas utilizam e sem entender o porquê delas não darem certo. O maior erro pra mim é usar um borrifador com água, molhar todo o cabelo, passar creme novamente e amassar como se não houvesse amanhã. A justificativa para seguir esse método é "Meu cabelo no day after fica quase liso", e adivinha o motivo dele ficar quase liso? Isso mesmo, porque ele é quase liso! E vamos pensar bem: molhando e amassando novamente você estará forçando um cacho/onda que não existe, se for para fazer isso é melhor usar o babyliss. Além disso, o aspecto do cabelo fica péssimo, parece estar sujo. Vamos partir para as opções que nos restam então:


Conheça seus melhores amigos:

Nossos já velhos conhecidos: óleo finalizador, pente largo e prendedor de "molinha". Esses itens nunca podem faltar no seu armário/penteadeira, pois servem para quase tudo para nós, desde a finalização até o day after.



Os principais problemas que temos no dia seguinte são: perda da definição (que já era pouca), excesso de volume e frizz. Para controlar o volume e o frizz, o óleo finalizador é a melhor opção. Costumo aplicar nas pontas e ir subindo para o comprimento, dependendo do nível de rebeldia do meu cabelo no dia. Você pode também amassar suavemente, diferente da forma que se faz com ele molhado. Se seu problema for só esse, seu day after já estará resolvido. Dicas de óleos que não pesam você encontra nesse post aqui.


Caso o seu cabelo esteja muito esquisito e sem forma alguma, as vezes acontece, você pode recorrer ao coque baixo e deixar por pelo menos uma hora. Isso já é o suficiente para dar uma forma com aspecto bem natural. Uso sempre esses prendedores em forma de mola, porque eles não agarram e nem embaraçam os fios. Peguei a dica com alguma cacheada no YouTube.


Para terminar deixo essa foto de um day after do meu cabelo. Eu havia feito a técnica "pseudo-fitagem", que mencionei no post sobre finalizações, e ele "acordou" assim. Passei apenas um óleo finalizador nas pontas. Como você pode perceber ele está com ondas bem discretas, que quase somem no segundo day after. Quando ele fica quase liso faço o coque baixo e gosto do resultado também. O que tenho aprendido nessa saga do cabelo natural é aproveitar cada fase dele: no dia da lavagem fica um pouco mais definido, o que é bem legal; no day after a definição diminui mas tenho menos volume e frizz; no segundo day after ele está quase liso ou com ondas mais abertas, mas aprendi a gostar dele assim também. No terceiro day after já é dia de lavar, hidratar e começar tudo de novo. É muito bom que esse cuidado pessoal seja um prazer e não mais uma obrigação de perfeição.

Temos um grupo de onduladas no Facebook: Onduladas 2 A







Decoração inspirada no quarto de Amélie Poulain

||

Você pode até não ter gostado de "O fabuloso destino de Amélie Poulain", mas não há como não elogiar a fotografia marcante do filme. Por amar decoração, acabei me encantando com a casa da personagem, mais especificamente com o quarto, que é o tema desse post. A paleta de cores tem tons quentes, com predominância do vermelho.

Essa combinação nada comum traz um ar aconchegante e romântico ao quarto. Há também alguns elementos retrô como a cama e as molduras douradas, que eu particularmente amo. Os objetos de decoração inusitados, como as pinturas acima da cama e o abajur de porquinho, refletem a personalidade sonhadora de Amélie. Tudo isso tem inspirado muitos cinéfilos a decorarem suas casas. Separei algumas dicas e inspirações baseadas no universo do filme.

Elementos do quarto


1- Cama de ferro, achei alguns modelos no site Dom Mascate
2- Réplicas das telas de Michael Sowa usadas no filme, achei na loja All Posters
3- Moldura dourada, Mercado Livre
4- Poster do filme, Mercado Livre
5- Papel de parede, Prime Decor
6- Abajur do filme, infelizmente não achei em nenhuma loja virtual do Brasil, mas vale tentar achar um semelhante.
7- Almofada estampada, Mercado Livre
8- Gnomo, Mercado LIvre


Algumas formas de usar tons de vermelho no quarto



Embora não necessariamente tenham sido inspirados no filme, esses ambientes usam o vermelho como tom principal, lembrando bastante a estética do quarto de Amélie.


Já esse quarto apresenta praticamente a mesma paleta de cores do filme e também traz alguns elementos românticos e retrô. O vermelho mais forte ficou na cortina e na manta, perfeito para quem tem medo de enjoar de uma cor forte na parede, o que é bem comum de acontecer.


Nesse ambiente foi feita uma reprodução quase exata do quarto do filme: papel de parede, quadros e elementos decorativos (como o lindo abajur de porquinho). Achei no pinterest, acredito que seja uma loja ou um camarim/estúdio. Porém a reprodução do quarto mais criativa que achei foi a próxima:


Sim, um quarto de bebê todo inspirado no filme! A autora dessa fofurice é uma cinéfila brasileira, que inclusive batizou a herdeira como Amélie. A matéria sobre esse quarto você encontra no site Pac Mãe.


Decoração para fans do filme


Para fechar o post deixo esses objetos decorativos baseados no filme, todos encontrados no Mercado Livre. São ótimos para presentear uma amiga cinéfila por exemplo, meu aniversário já passou mas eu ainda aceito, viu?








Finalizações para ondas 2 a

||
Assim que descobri que meu cabelo era ondulado (2 A) e não apenas um "liso estranho", comecei a pesquisar formas de cuidar dele, novos produtos etc. Essa busca é bem difícil, já que a maioria do conteúdo na internet é sobre cachos ou ondas mais marcadas (2 B e 2 C). Nem preciso dizer que quase nada disso serve pra gente, né? Porém foram necessárias algumas tentativas e frustrações capilares para que eu chegasse a essa conclusão. Pensando nisso criei um guia básico de finalizações que dão certo nas nossas ondas. Antes de ler esqueça tudo que você já viu sobre finalização de cabelos cacheados, pois não tem absolutamente nada de igual, ok?



Pseudo-Fitagem

A famosa fitagem: quem nunca ficou assistindo vídeos de cacheadas que dividem o cabelo em milhares de fitinhas, passam 1 kg de creme em cada uma, amassam, passam ativador de cachos, amassam mais...se você já tentou sabe que não dá certo pra gente. Muito creme pesa nos nossos fios, que ainda possuem certas características dos lisos, além de não conseguirmos uma definição aceitável. Podemos no entanto adaptar essa técnica para conseguirmos dar mais forma para nossas ondas:


1- Passe o seu creme de pentear favorito em pequena quantidade em todo o cabelo e penteie da forma que está acostumada.
2- Amasse com fé. Eu gosto de fazer isso de 2 formas: na primeira divido o cabelo em quatro mechas grossas e amasso separadamente cada uma, mas só nas pontas. A segunda é mais simples: Jogo o cabelo todo para um lado e amasso tudo junto (como na foto), depois faço a mesma coisa do outro lado. Essa segunda técnica deixa um pouco mais de volume, lembre disso. Não mexa no cabelo até ele secar.
3- Provavelmente o resultado ao secar não vai ser o que você espera, pode ficar embolado em algumas partes e com frizz. Não se desespere e passe para o passo 4.
4- Pegue um óleo finalizador, misture nas mãos e aplique nas pontas e vá subindo para o comprimento.
5- Penteie, sim, pode pentear com os dedos ou um pente, afinal você não tem cachos, lembra?
6- Não espere uma mega definição, com muita sorte seu cabelo ficará bem parecido com o da Giovanna Antonelli nessa foto.


Finalização com o cabelo seco


Para quem não tem coragem ou paciência de tentar a "pseudo-fitagem" os coques e as tranças são uma excelente opção. Após lavar os cabelos, aplique o creme de pentear e deixe secar normalmente. Escolha o seu preferido: os coques baixos deixam ondam mais largas, já com  as tranças as ondas ficam um pouco mais marcadas. Também são ótimas opções para o "day after", quando o cabelo já está quase liso.


Finalização "Entrega pra Deus"

Tenho visto muitas onduladas 2 A pirando em relação à definição, querendo usar milhões de cremes, ativadores de cachos etc. Gente, definição não é algo que combina com nosso tipo de cabelo, que é uma transição do liso para o ondulado propriamente dito. Isso não significa que ele tenha que ser um cabelo "estranho", apenas precisa de cuidados diferenciados.


 As vezes tudo que precisamos é passar um creme de pentear, que seja hidratante e controle o volume, pentear e deixar secar naturalmente. Muitas vezes a definição que tenho fazendo essa técnica é a mesma que usando a "pseudo-fitagem", acredita? É claro que devemos lembrar que nossos cabelos têm vontade própria e tudo vai depender do humor deles no dia, mas isso vale para qualquer finalização. Escolhi essa foto da Giovanna porque meu cabelo costuma ondular mais na parte da frente e atrás fica quase liso. As fotos abaixo também são resultados igualmente possíveis para essa finalização:



Dica extra:



Caso você tenha uma franja crescendo e não saiba o que fazer com ela: enrole num "bob" e deixe secar assim. No caso da "pseudo-fitagem" é só deixar a franja quietinha assim enquanto você amassa o resto do cabelo.

Viu como não teve nada a ver com cuidados para cachos? Na verdade tudo começa com a aceitação, não podemos sair da ditadura da progressiva para tentar transformar nossos cabelos em cacheados. Tente finalizações novas, experimente os produtos que acha que podem funcionar no seu cabelo e crie a sua própria forma de cuidar dele, esquecendo qualquer tipo de cartilha preestabelecida. Afinal, se tem algo que os nossos cabelos não sabem fazer é seguir regras.




© BL Design - 2016. Todos os direitos reservados || Tudo aqui é feito com amor.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥ .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo