Minha experiência com a técnica Curly Girl (Low Poo)

||
Já havia comentado aqui no blog sobre o "Método Curly Girl" (Low/No Poo) nesse post de fevereiro, mas ainda não havia me aventurado na técnica na época, apenas já usava alguns produtos "liberados". Há uns 2 meses tomei coragem e resolvi testar pra valer o método que todo mundo diz que faz maravilhas para os cabelos, como minha juba já estava detonada (mesmo seguindo o cronograma capilar) não havia nada a perder. Como o objetivo da técnica é reverter o ressecamento causado pelo sulfato, a escolha o shampoo é o que acho mais importante, por isso vou me ater somente a isso nesse post. Abaixo descrevo os shampoos que usei e o resultado de cada um.

Caviar Color Shampoo (K-Pro)


Minha primeira escolha foi o Caviar Color Shampoo por ele conter algumas características que considero importantes num shampoo: ph baixo, indicação para cabelos tingidos, fórmula com ingredientes hidratantes e reconstrutores. Segue a fórmula completa abaixo:


Ele contém um sulfato leve, queratina, extrato de caviar, ácido cítrico e extrato de semente de girassol como principais ingredientes. É um shampoo perolado com cheiro suave, por fazer uma espuma moderada não assusta quem está acostumada com shampoos com sulfato. Logo após a aplicação senti os fios mais alinhados, provavelmente pela ação da queratina. Consegui pentear os fios antes de aplicar a máscara, mas a sensação não é de um shampoo super hidratante, digamos que ele limpa sem ressecar. Por esse último motivo fiquei com um pé atrás, até por ele não ser tão baratinho assim (comprei por uns R$60,00 numa promoção da Beleza na Web). Porém tenho que reconhecer que ele realmente tem uma tecnologia que penetra nos fios, tanto que senti os fios alinhados. Para quem precisa muito de reconstrução, está com cabelos elásticos ou acabou de fazer luzes ele certamente funciona muito bem. Não o uso em todas as lavagens, então fui em busca de um shampoo mais hidratante.

Shampoo Inoar Divine Curls


Eu estava em busca de um shampoo muito hidratante e quando vi a fórmula do Divine Curls da Inoar não tive dúvidas em testá-lo. Os principais ingredientes são: óleo de Pequi, óleo de macadâmia, óleo de argan, glicerina, D- Panthenol e vitamina E. A textura dele é bem diferente e até assusta num primeiro momento: ele é um creme bem espesso, semelhante a um condicionador! É até difícil tirá-lo da embalagem, porque o creme é bem espesso mesmo. A sensação é de estar fazendo um co-wash mesmo usando um shampoo. Apesar da textura ele não pesa e limpa bem os fios. Foi o shampoo que mais hidratou meu cabelo, mesmo antes de usar a máscara já sentia os fios macios e fáceis de desembaraçar.

Shampoo Rapunzel (Lola Cosmetics)


O Rapunzel já estava encostado no meu banheiro há um tempinho, comprei no impulso de acelerar o crescimento capilar mas quando pintei o cabelo de ruivo fiquei com medo de desbotar a cor. Já que eu estava testando a técnica e ele não tem sulfato forte resolvi dar mais uma chance a ele. Na verdade eu o utilizei com uma única intenção: o Divine Curls é muito cremoso e acabou me rendendo uma descamação no couro cabeludo, então usei o Rapunzel por causa dos extratos naturais que fazem uma limpeza profunda e têm propriedades anti-caspa. Realmente resolveu a descamação em uma aplicação, porém também levou embora minha amada cor e a hidratação (aqui a resenha é sincera). Acredito que ele seja um excelente shampoo para cabelos muito oleosos ou para quem tem tendência a ter caspa, mesmo assim não aconselho o uso diário.

O que achei da técnica:

Primeiramente gostaria de falar sobre a descamação que acabei de citar, na verdade cheguei a conclusão que não foi propriamente caspa, já que não coçava nem um pouco. Acredito que tenha ocorrido acúmulo de produto e consequentemente oleosidade no couro cabeludo, já que eu não estava habituada com esse tipo de textura de shampoo. Assisti alguns vídeos sobre co-wash e estou fazendo a lavagem com o Divine Curls dessa forma. Porém é importante lembrar que muitas pessoas não se adaptam à técnica justamente por desenvolverem realmente caspa ou outras reações no couro cabeludo. No meu caso o resultado com os shampoos sem sulfato foi excelente, já que até ondas que eu nem sabia que existiam no meu cabelo apareceram! Além disso, notei que a cor desbotou muito menos. Para evitar a questão da descamação estou usando esporadicamente um shampoo com sulfato que já usava antes (Argan Oil da Inoar), como ele é bem hidratante não interfere tanto. Também uso tonalizantes que contém parafina, então já teria que usar sulfato na lavagem seguinte de qualquer forma. Minha conclusão é que a técnica é válida sim, porém seguirei dessa maneira "sem neuras" para manter não só a hidratação mas também a saúde do meu couro cabeludo.





Quatro vidas de um cachorro

||
Há algum tempo vi um trailer do filme "Quatro vidas de um cachorro" e fiquei encantada, porém a estréia seria somente em janeiro. Acabei descobrindo que o filme foi baseado no livro de W.Bruce Cameron e fui correndo procurar, mas estava esgotado em todas as lojas virtuais! Somente agora um mês antes da estréia do filme eu consegui achar na Saraiva. Bom, amei o livro e vou contar um pouquinho na resenha: 


Como se pode imaginar pelo título do livro sim, o cãozinho reencarna 4 vezes, mas não é um livro sobre espiritismo especificamente, não tem um tom de doutrinação. A história é bem interessante porque é contada totalmente através da visão do próprio animal. Fica claro que o autor tem conhecimentos de comportamento animal e biologia, pela forma que ele descreve as sensações do personagem. Também temos bastante humor em várias passagens, resultado da visão inocente do animal diante de situações que ele não tem compreensão. A cada nova existência ele aprende novas lições e de alguma forma muda positivamente a vida dos humanos que passam pelo seu caminho. Vou fazer uma breve sinopse de cada uma:

Toby

Toby é um vira-latinha que nasce nas ruas e aprende com sua mãe como sobreviver, caçar e se proteger dos perigos que os animais nessa situação estão expostos. Acaba sendo resgatado junto com sua mãe e irmãos por uma senhora bem intencionada, porém com vários animais em casa e sem muitas condições para isso, a típica "acumuladora de animais". Lá ele passa a morar num grande quintal onde vive várias experiências com outros cachorros, é também o primeiro contato positivo que ele tem com seres humanos.


Bailey


Assim que nasce novamente como um lindo golden retrivier, nosso protagonista ainda se lembra da existência anterior. Isso faz com que ele seja bem mais esperto que os outros filhotes e consiga escapar do canil onde nasceu. Durante a fuga ele vai parar nas mãos de uma mulher que se encanta por ele e o leva para seu filho, Ethan. Assim que o cachorro e o menino se encontram a conexão é instantânea e ele o batiza de Bailey. Ao longo da vida de Bailey esse laço se fortalece e ele permanece junto do menino o protegendo em todos os momentos. Essa amizade é tão forte que o destino irá unir os dois numa nova oportunidade.

Ellie


Bailey reencarna como a cadela pastor alemão Ellie. Ela é adotada por um policial e é treinada para ser um cão de resgate. Além das vidas que salvou durante seu trabalho na polícia, Ellie também mudou a vida do seu dono, que de uma pessoa amargurada e rude recupera a alegria de viver. Apesar de se sentir grata pelo trabalho que fazia e se sentir útil, a cachorrinha ainda lembrava de seu dono na vida anterior e sentia muita saudade.


Buddy


Na sua quarta vida ele também nasce num canil, porém é considerado o "pior" da ninhada e é comprado por último. Acaba passando por maus bocados ao cair na mão de 2 donos negligentes e é abandonado numa estrada. Tamanha é a surpresa do cãozinho quando ele reconhece o local onde está: era onde morava o seu primeiro dono, Ethan! A partir daqui não posso contar muito, só posso adiantar que esse reencontro acontece e mais uma vez ele muda a vida do seu dono.

O Filme

O filme estréia dia 27 de janeiro, com Dennis Quaid no papel de Ethan. Caso você leia o livro antes de ver o filme vai perceber algumas mudanças na adaptação para o cinema. Pelo que pude notar pelo trailer, a primeira vida (como Toby) foi cortada e no lugar dividiram a história de Ellie (a cadela pastor alemão) em duas, adaptando a segunda parte para o personagem Tino.




Vale a pena correr para ler o livro antes da estréia, se você tem ou já teve animais não tem como não gostar e se identificar. A história nos leva a refletir como os animais mudam nossas vidas e tem o poder de despertar o que há de melhor em nós. Fiquei apaixonada pelo livro e acredito que o filme também seja igualmente emocionante. 


Inspirações de móveis de pallets

||
Já fiz um post no blog com inspirações de sofás de pallets, que eu adoro e são super fáceis de fazer, mas percebi que exitem muitas outras opções para decorar a casa com móveis de pallets. Separei algumas ideias:

Cabeceira


Além de super simples de fazer, as cabeceiras de pallets dão um ar rústico todo especial para o quarto. Você pode deixar a madeira crua, pintar e/ou acrescentar iluminação. Minha preferida é a primeira, com a palavra "Love".

Mesa de centro


Mesinhas de centro são móveis de apoio super úteis, usando rodinhas fica ainda mais prático para movê-las na sala conforme a necessidade. Pode ser feita com 1 ou 2 pallets empilhados e acrescentado ou não um tampo de vidro. A escolha da cor também faz toda a diferença na decoração.


Jardim vertical


Ideal para quem gosta de plantas mas tem pouco espaço, dá pra fazer um jardim vertical até mesmo na sua janela, amei essa opção!

Rack/Painel para TV


Duas opções para criar um móvel de apoio para a TV: Painel ou rack. Dá pra brincar com as cores, criando um ambiente mais "clean" ou rústico, o rack de chão pode ser feito da mesma forma que a mesinha de centro.


Sapateira


Essa foi a opção mais inusitada para mim, sapateiras com caixotes eu vejo bastante mas com pallets me surpreendeu. É uma ótima ideia para deixar à mostra somente os sapatos de salto, pois se encaixam bem entre as tiras de madeira.

Adorei essas ideias, funcionais e super fáceis de fazer, estou pensando seriamente em tentar uma delas em breve.





Resenha: Vasenol Hand Repair

||
Hoje trago uma resenha rapidinha de um produto milagroso para mãos ressecadas: Vasenol Hand Repair! 


Creme hidratante para mãos é algo que eu uso muito raramente, mais precisamente no inverno ou quando o tempo fica muito seco. Do nada minhas mãos ficam extremamente ásperas, por isso sempre tenho algum creme basicão guardado no armário para essas ocasiões. Porém dessa vez nada resolveu, passava e nada de resultado. Já desesperada e com as mãos "a la Freddy Krueger" fui em busca de algo mais eficaz e me deparei com esse produto. Como ele prometia ser uma recuperação intensiva pra mãos extrassecas pensei: é esse mesmo! Gente, apliquei antes de dormir e no dia seguinte já estava uns 70% melhor. A fórmula contém stratys 3 (complexo de substâncias hidratantes) e micropartículas de vaselina original que penetram na pele desde a superfície até as camadas mais profundas, hidratando profundamente as mãos. O produto também promete rápida absorção, sem deixar a sensação de pele oleosa e isso realmente ocorre. Pelo resultado que eu tive em tão pouco tempo acredito que ele realmente tenha uma ação mais profunda na pele. O melhor de tudo é que ainda é baratinho, cerca de R$10,00!

Resenha: Máscara Amend Pós-progressiva

||

A resenha de hoje é da máscara Amend Pós Progressiva, que eu uso na minha fase de reconstrução do cronograma capilar. Como o nome já indica, ela é recomendada para quem faz uso de processos químicos como a escova progressiva, alisamentos e também coloração. 


Como outras máscaras pós-química ela traz a promessa de "efeito liso prolongado", mas ela não alisa o cabelo, ok? Apenas ajuda a recuperar os danos nos fios, mantendo assim o efeito da química por mais tempo.


Ela tem uma consistência média, semelhante a um iogurte natural e tem um cheiro doce maravilhoso! O tempo de ação é de apenas 5 minutos, o que facilita muito a nossa vida. Recomendo não ultrapassar esse tempo, pois por ela ter uma fórmula reconstrutora pode haver um "efeito rebote" e enrijecer os fios. Além dos componentes reconstrutores, como os aminoácidos: serina, arginina, glicina, alanina, valina, prolina, treonina, isoleucina, histidina e fenilalanina; ela ainda possui vários componentes hidratantes como a glicerina e extratos de canela, cálamo, mirra e um componente de nutrição que é o óleo de oliva.


A composição é riquíssima como vocês podem notar, pela quantidade de aminoácidos eu a classifico como reconstrução mas algumas meninas a consideram hidratação pelo efeito que ela causa. No meu cabelo ela faz uma reconstrução sim, porém não com aquele efeito rígido que algumas máscaras com queratina proporcionam. Eu sinto os fios mais encorpados mas ainda com balanço e maciez, por isso gosto tanto dela! Mesmo com esse efeito de reconstrução "leve", sugiro o uso a cada 15 dias ou 1 vez por mês, um intervalo menor no meu cabelo causa efeito rebote. Ela também é liberada para Low Poo e a marca não faz testes em animais. É bem fácil de achar, aqui no RJ encontro em farmácias e perfumarias, custa entre R$ 25,00 e R$ 30,00.




Ruiva Indica: Seriado Scream

||
"Depois de um incidente de bullying resultar em um assassinato brutal, a violência reacende a memória de uma série de assassinatos que ocorreram no passado em Lakewood, que intrigaram alguns e talvez tenham inspirado um novo serial killer. Um grupo de adolescentes, com dois velhos amigos tentando se reconectarem, se tornam amantes, inimigos, suspeitos, alvos e vítimas de um assassino que está à procura de sangue". 


Parece sinopse de filme de terror dos anos 90 mas não é, ou melhor, é quase isso! Estamos falando do seriado Scream, baseado na franquia de filmes de mesmo nome (Pânico) que fez muito sucesso na época. Lembro de assistir "Pânico 2" no cinema, sim estou coroa, e sofrer com todas aquelas cenas clichês de sustinhos típicas de filmes do gênero. 


Para quem não lembra na história original as vítimas recebiam telefonemas (não existia whatsapp) do assassino mascarado, que as questionava sobre o filme de terror favorito delas. O uso dessa metalinguagem, falar dos filmes de terror dentro do próprio filme de terror, foi uma sacada bem legal para época. Fora isso todo mundo sabe o que viria depois: começava a carnificina, normal para esse gênero!


Fiquei curiosa de como iriam adaptar esse tipo de história e fazer o suspense durar uma temporada inteira, mas eles conseguiram. A história segue a mesma linha dos filmes, porém os personagens são diferentes, assim como a cidade. Dessa vez as mortes parecem ter relação com uma outra série de assassinatos que chocou a cidadezinha anos antes. A medida que os crimes vão sendo investigados vamos também descobrindo detalhes sobre a história desse primeiro assassino e sua relação com a mãe da protagonista. Aliás, nossa protagonista, assim como Sidney Prescott na história original, também é uma adolescente no ensino médio. A diferença é que ela é loira e um pouquinho mais tonta! 


No mais a série segue bem a cartilha dos filmes de terror adolescente: muito sangue, um pouquinho de romance e alguns conflitos emocionais entre os personagens para criarmos aquela empatia e torcermos para o nosso preferido não morrer. Na minha opinião o que fez com que o suspense se mantivesse por toda a temporada foi a existência dessa história de assassinatos anos antes na cidade. Como tudo parecia (e estava) relacionado com os acontecimentos atuais não havia como buscar referência nos filmes. A série foi produzida pela MTV e aqui podemos assistir pela Netflix. Até agora foram 2 temporadas e 1 episódio especial de Halloween que serviu como aperitivo para a terceira temporada. A primeira foi a melhor na minha opinião, consegui inclusive descobrir o assassino alguns episódios antes da "season finale" (palmas!). Para quem quer uma dica de série leve, para distrair a mente e ainda ter aquele gostinho de nostalgia (para os velhinhos que viveram os anos 90), Scream é uma ótima opção. Fecho o post com o trailer da primeira temporada para quem quiser conferir:








Hidratações caseiras que funcionam

||
Receitas caseiras ou "naturais" pipocam a todo momento nos blogs e grupos de cabelo. Tem receita para tudo: crescimento acelerado, salvar as pontas duplas, dar brilho e o que mais você conseguir imaginar. Sempre tive um certo receio em usar qualquer coisa que não seja específica para cabelos, mas claro que não me contive e testei algumas. Vou postar aqui as que deram certo e de bônus irei relatar uma que foi um desastre capilar sem precedentes!

Hidratação com mel


O mel tem ação umectante, possui substâncias antioxidantes e o alto teor de açúcar ajuda a reter a umidade nos fios. Como eu uso:
  • 1 colher de sopa de mel
  • 2 colheres de sopa de máscara de hidratação (uso Crece Pelo ou Pantene)
  • 1 tampinha de Bepantol

Faço essa misturinha num recipiente e aplico enluvando mecha a mecha. Deixo agir de 15 a 20 minutos numa touca térmica. O resultado que vejo é uma potencialização da máscara de hidratação e um pouco de brilho.


Hidratação com maisena (amido de milho)


Essa é famosíssima, também chamada de "alisamento natural" ou "touca de gesso". É claro que a maisena não vai alisar cabelo nenhum, se fosse assim ela já estaria custando uma fortuna! O que acontece é que ela tem a propriedade de selar as cutículas, deixando o cabelo mais alinhado. Como eu uso:

  • 1 colher de sopa de maisena
  • 100 ml de água
  • 2 colheres de sopa de máscara de hidratação
  • 1 tampinha de Bepantol

Misturo numa panela a maisena e a água e levo ao fogo, mexo como se fosse um brigadeiro até a mistura ficar com uma textura de gel. Espero apenas 1 minutinho (não deixo esfriar muito) e misturo com a máscara e o Bepantol. Aplico enluvando mecha a mecha e deixo na touca térmica de 15 a 20 minutos. Provavelmente você irá encontrar muitas variações dessa receita, eu testei algumas até chegar nessa relação água/maisena que foi a que deu o melhor efeito por ser mais fácil de misturar com a máscara. Acrescentando mais maisena a mistura fica tão grossa quanto um mingau, isso dificulta muito na hora de enluvar. Algumas pessoas também usam com leite no lugar da água, não testei porque acho que ficaria bem oleoso, mas nada te impede de testar assim também. Gosto bastante dessa hidratação, realmente potencializa a máscara, os fios ficam mais alinhados e as pontas ficam bem macias.


Hidratação com Babosa/ Aloe Vera 



A babosa/aloe vera é encontrada em vários produtos capilares e é sinônimo de hidratação. O extrato natural da planta é excelente para potencializar as máscaras ou mesmo ser usada sozinha. Como eu ainda não plantei a minha comprei um extrato de Aloe Vera na loja Mundo Verde (resenha aqui). Como eu uso:

  • 1 colher de sopa de extrato de babosa
  • 2 colheres de sopa de máscara de hidratação
  • 1 tampinha de Bepantol

Para quem vai usar o extrato natural: Corte os espinhos laterais da folha; faça um corte longitudinal na folha  e retire o extrato com uma colher. Depois é só misturar com a máscara e o Bepantol da mesma forma. Enluvo mecha a mecha e deixo de 15 a 20 minutos na touca. Adoro essa hidratação, realmente dá um "Up" na máscara, como uso sempre uma de hidratação sinto os fios ainda mais macios. Acredito que o efeito do extrato natural seja ainda melhor, em breve pretendo plantar uma babosa para testar.


Óleo de côco - O desastre capilar


Sei que muitos irão se espantar: "Como assim não deu certo com você? Óleo de coco é vida!". Bom, no meu caso foi quase uma "morte" capilar! Apliquei para fazer umectação, da mesma forma que vi em dezenas de tutoriais no youtube. Para (tentar) retirar usei um shampoo quase transparente, o "Tio Nacho" e quem disse que aquilo saía? Imagina um cabelo completamente rígido e com os fios grudados, imaginou? Agora imagina o meu desespero! Como vi que não daria certo, apliquei o shampoo mais hidratante que eu tinha no banheiro, o Argan Oil da Inoar, foi o que me salvou! Mesmo assim tive que passar 2 vezes. Depois desse desastre dá para imaginar como meu cabelo ficou, né? Totalmente seco como um sisal, além de todo quebrado pelo atrito que fiz tentando tirar o óleo. Foram várias semanas fazendo as outras hidratações do post para recuperar esse cabelo!

Fiz questão de relatar essa última experiência para deixar o alerta de que nem tudo que se lê pela internet vai dar certo no seu cabelo. Muito cuidado também com aquelas receitas milagrosas que fazem o cabelo crescer vários centímetros etc. Outra dica é sempre que for testar esses ingredientes "naturais" misturar com uma máscara de hidratação que você goste do efeito, assim a chance de dar errado é menor.
















© BL Design - 2016. Todos os direitos reservados || Tudo aqui é feito com amor.
Criado por: Bianca Layouts ♥ EXCLUSIVO! ♥ .
Tecnologia do Blogger .
imagem-logo